Reflexões Planetárias

Friday, January 23, 2009

Impasse

Depois de terem estimulado, durante mais de uma década, a competição e o consumo, os nossos políticos e economistas da ortodoxia neo-liberal passaram ao discurso de "a retoma está aí" e, agora ao da recessão que pretendem combater... estimulando o consumo e a competição!
Fecha-se o circulo vicioso!
Subalterniza-se o trabalho e a cooperação, indispensáveis para nos retirar desta espiral de rendimentos marginais decrescentes, em que os benefícios são cada vez menores e os custos cada vez maiores. Custos sociais e ambientais. Muitos deles, os maiores... intangíveis ou incomensuráveis.
Na convicção portanto de que urge uma mudança de paradigma social, receio que ela seja impedida por quem, estando do lado do problema, continua a impor as suas soluções.
Pelos que mais ganharam e mais têm a perder: os senhores dos "mercados" e seus "gatos pretos e brancos".
Os "black and white cats" da fábula atribuida a Tommy Douglas, presidente do Governo Federal Canadiano nos anos sessenta e criador do Medicare.
A fábula é esta:



Ratos! Não será altura de abrir os olhos e pôr termo a este impasse?

3 Comments:

At 10:30 PM, Blogger orbis said...

This comment has been removed by the author.

 
At 10:33 PM, Blogger orbis said...

Pergunto-me hoje (Agosto 2009) se o processo dos "subprime" foi apenas uma deriva financeira pura, ou se terá sido consentido ou mesmo alimentado pelo poder financeiro? Um "Robin Hood" ao contrário. De qualquer modo parece ter conduzido a uma maior concentração do poder financeiro no meio de uma grande perturbação económica sofrida pelos mais vulneráveis. Aumenta o fosso entre os "ricos" e os "pobres".

 
At 12:41 AM, Blogger orbis said...

Volto à carga, agora em Junho de 2010, com a seguinte citação que pode ser lida em http://www.zcommunications.org/a-warning-from-noam-chomsky-on-the-threat-of-elites-by-fred-branfman:
"The many Americans whose lives have been damaged by financiers' single-minded focus on short-term profits at the expense of everyone else are only a harbinger of what is to come. Financial elites remain in charge, as evidenced by recent "financial reform" legislation that does not even reinstate the Glass-Steagall law separating investment and commercial banking. New York magazine has described how Obama officials blocked even inadequate reforms, let alone the stronger proposals from Nouriel Roubini, one of the few major economists to foresee the economic crash. Former International Monetary Fund chief economist Simon Johnson tells us "our banking structure remains-and the incentive and belief system that lies behind reckless risk-taking has only become more dangerous," thus setting the stage for an even worse crash than that of 2008. And, as U.S. competitiveness continues to decline and it cannot afford its endless wars without drastically cutting social spending, countless more Americans will find themselves paying the price for U.S. elites' imperial mentality."
Isto é, os que estão do lado do problema continuam a impor as suas soluções, aumentando o risco de um novo crash ainda maior do que o de 2008. A deriva capitalista continua e com ela os seus efeitos devastadores no terceiro mundo, como denunciou recentemente Jean Ziegler em La Haine de l´Occident.

 

Post a Comment

<< Home